Doroti Müller Schwade:

Zeladora do Reino - Missão cumprida

No último sábado, dia 12 de fevereiro, nossa família e amigos se reuniram para colocar a cruz no local onde foi sepultado o corpo de nossa querida mãe Doroti. Como lembrou nosso pai Egydio, Dorô sempre se preocupou em assumir sua cruz, nunca escolhendo os caminhos mais fáceis e sempre buscando ser coerente com sua fé. Foi um momento de oração e agradecimento a Deus pela sua vida, e por ter-nos deixado conviver com está pessoa tão amada e querida por todos nós.
 

A cruz foi construída pelos próprios filhos, entalhada em madeira e decorada com algumas das coisas que ela gostava ou que fizeram parte da sua vida. Assim, a cutia, uma das grandes plantadoras de castanha da floresta, as flores, a panela no fogo e o pé de cará estão lá representados. Também foi escrito, no verso da cruz, o trecho de uma música: “Põe a semente na terra, não será em vão! Não te preocupe a colheita, plantas para o irmão”, que retrata bem sua passagem pelos povos indígenas e Comunidades Eclesiais de Base e, também, sua vida de agricultora no Amazonas. Para lembrança da família que ela formou, foram entalhados o símbolo Inca do matrimônio, composto pelo sol e pela lua, e mais cinco estrelas, que representam seus filhos, mas também a sua orientação para nós filhos e a luz de Cristo, que ela sempre buscou refletir através de suas ações.

Mayá Müller Schwade
cf.
http://www.urubui.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário